sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Luísa e o uísque

Eu tinha acabado de voltar da festa de aniversário de 3 anos do meu filho e,só agora,distante daquela multidão de gente,eu sentia vontade de comemorar.Estavam lá em casa uma grande amiga minha (da qual minha esposa morria de ciúme e não sem motivo,devo acrescentar),minha esposa,eu (obviamente) e meu querido filho.A Luísa,minha amiga,teve que dormir lá em casa,pois estava chovendo muito e seria complicado pra ela voltar sozinha pra casa,já que morava bem longe do salão de festas onde aconteceu o aniversário.Enquanto eu propunha um brinde a sei lá o quê,eu percebia os olhos cintilantes e gigantes do meu filho,que parecia olhar pra mim agradecendo pela festa.Depois de pegar dois copos do uísque que eu vinha guardando há tempos (um para mim e outro para a Luísa),peguei meu filho no colo e perguntei:
_E aí,meninão,gostou?
_Siiiiiim!
Entendam,não foi um sim qualquer.Foi o SIM mais lindo do mundo e,além disso,ele raramente diz sim.Geralmente é um "aham" ou um gesto positivo com a cabeça.Mas dessa vez foi um "Siiiiiim!" e eu desmanchei ali mesmo,larguei o copo de lado e comecei a abraçá-lo e beijá-lo e fazer cócegas nele.E a Luísa assistindo a tudo aquilo.O que mais me impressionava nela era o fato de ela ter vivido ao meu lado nos melhores e piores momentos.Quando eu me formei na faculdade,ela tava lá,mas quando eu tava de porre e não conseguia levantar do chão era ela quem me ajudava a levantar e tomar banho.Puta amiga,que eu fui arranjar.Ela me fazia o carinho que nenhuma namorada soube fazer e me olhava de um jeito,às vezes,que só minha mãe faria.Sim,eu era apaixonado por ela e nunca soube demonstrar.Às vezes,a minha esposa percebia a minha admiração,os olhos brilhando quando falava na Luísa e já fechava a cara.Bem compreensível,imagino.E quando meu filho se cansou de mim,desceu do colo e foi pro quarto descobrir e admirar seus brinquedos.Ficamos a sós na sala,enquanto minha mulher tomava banho e preparava algo pro guri tomar antes de dormir.
_Ele tá lindo,hein,paizão?
_Fácil,não?Com um pai desses e uma mãe linda como ele tem... hahahaha (e com isso,peguei o copo de uísque novamente)
_Hahahaha,que incrível,cara.Eu queria ser mãe mas...não consigo ficar com os caras que eu gosto por mais de 3 meses...é absurdo,não sei o porquê!
_Talvez você esteja querendo os caras errados.Sinceramente,eu te admiro pelo seu bom gosto em tudo,menos pra homem.
_Claro,você é um!
_Não,não é isso!Os caras parecem nunca ter a ver com você.Por que você não escolhe alguém que pareça ser companheiro,amigo,confiável?
E então,bebendo mais um gole de uísque e olhando rapidamente pra cozinha,ela falou em um tom mais baixo:
_Amor,esse cara é você,né?
Eu gelei.E eu nunca fico assim.A última vez que eu fiquei assim foi pra pedir a mão da minha mulher em casamento.O que eu faço agora?
_Não,existem outros caras legais aí fora.
_Claro que sim,mas não tão leais e confiáveis quanto você.Mas isso não vem ao caso agora...Nossa,como esse uísque é bom!É 12 anos?
E eu,ainda meio estático:
_Não sei,é um Jack Daniel's.
E desde então se passaram três dias e eu não consigo tirar a nossa conversa da cabeça...Merda!

6 comentários:

Mel. disse...

Achei legal, bem "moderninho", hehehe.

M. A. disse...

Me pareceu uma paixão revitalizante, ao início por ele olhar pra ela com prazer e ter uma familia feliz e depois frustrante por ela tambem se interessar por ele, mas por ele ter feito a vida de uma maneira diferente.
Muito bom :O

Fábio Racoski disse...

Ah, os erros e acertos da vida... Nem sempre a alma gêmea leva aliança.

Bárbara Reis disse...

Lindamente Real.

Chorei.

Ok,não chorei. Foi quase.

Gabriela disse...

Nossa, tenso...

Juro que esoerava sexo O.o

Tomei um susto, adorei

Táxi Pluvioso disse...

Ah Jack Daniel sim. Whisky do rock.