quarta-feira, 4 de maio de 2011

triângulo

não sei como cheguei aqui
me deixei levar pelo que me é natural
é que eu gosto tanto de você
que prefiro me humilhar

não sei muito bem
às vezes quando minha lingua
se entrelaça à sua
lembro que não sou o único
(nem muito menos o principal)

será que quando você está com ele
você pensa um pouco em mim?

às vezes quando estou com você
penso nele
e até já me disseram
que eu pareço muito com ele

acho péssimo ser o 3º nessa relação
o que reflete minha total
falta de respeito para comigo mesmo

e saber da minha falta de amor próprio
faz com que eu me odeie ainda mais

e é assim que, enfim,
volto pro teu abraço
e seguro teus seios em minhas mãos
como se a tarde (às vezes, o dia)
não tivesse fim.