terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Férias

Eu tirei férias.Minha personalidade saiu correndo de mim antes que eu percebesse.Quedo-me sem reação ainda.Não consigo fazer muita coisa.Tenho vontade de ler,de ver filmes e não concretizo as idéias.Até concretizo,mas só uma pequena parcela das idéias.
Mas por que tudo isso?Há vários motivos.É engraçado isso.Quando não se tem tempo para fazer as coisas de que se gosta,é reclamação que só.Quando há tempo de sobra,as coisas não acontecem como eu gostaria(ou como vários de nós gostaríamos).Mas o motivo,pelo menos é o que eu acho que seja,é o seguinte:eu atinji um objetivo e me senti satisfeito com isso.Achei que isso fosse me nutrir pelo resto das férias,desculpe.Eu não esperava que isso fosse me deixar completo por um longo espaço de tempo,eu só me entreguei e esperei que fosse durar.Apesar disso,eu sou menos humano do que penso e eu preciso de coisas concretas,que tenham futuro.Coisas nas quais eu acredito.As coisas efêmeras,momentâneas infelizmente não me servem(como eu imaginava que me servissem).Eu acho que fiquei um pouco triste e desesperançoso a princípio.A descoberta não é das mais agradáveis pra mim,já que o objetivo é ser mais parecido com o resto.Mesmo assim,não tenho tido tantos problemas quanto a isso.Então não,o simples prazer carnal não me é tão útil e satisfatório quanto eu gostaria.Eu preciso de algo maior,mais completo e mais verdadeiro.Eu não sei muito bem a que me entreguei,só sei que agora não consigo escapar do vício.Todo dia é dia,toda hora é hora.Eu fui criado dentro de conceitos muito machistas e a impressão que dá é que:se eu tenho a oportunidade e não faço,não sou realmente homem mas,no fundo,eu sei que não é assim.Eu simplesmente me deixo levar por esses modelos.Eu já reivindiquei coisas demais na minha vida.Questionar quão machista eu sou,quanto de preconceito contra homossexualismo masculino há na minha formação não me cabe agora.E eu me sinto fraco e carente.Assim,entrego-me facilmente a esse tipo de coisa.Pena que para me entregar a isso,eu tenha de atingir um novo estado,descobrir uma nova personalidade,que geralmente não me pertence.Ser mais simples,mais animal,menos eu.Eu acho que tudo isso está ficando confuso e,talvez,vago demais mas faz um tempo que não escrevo.É essa a maneira que tenho pra me expressar.
Eu gostaria tanto de ter ao meu lado alguém que me completasse.Claro,todo mundo quer isso.Só que meu caso é complicado.Juntando a timidez e a personalidade instável,achar esse alguém torna-se praticamente impossível.Falo da timidez porque não sei se teria capacidade pra me aproximar dessa pessoa da maneira que eu gostaria e cito a minha personalidade,imaginando uma pessoa do sexo oposto que não fosse me julgar mal,caso eu agisse naturalmente perto dela.Nessas férias,eu tenho alguém para abraçar,para beijar e ir até um pouco além disso,como eu queria.Só que continuo solitário.Sinto-me só como não me sentia faz bastante tempo.E nunca estive tão próximo de alguém como estou agora.E as coisas são mais complicadas do que parecem,devido ao grau de parentesco.
Eu não sei.Simplesmente,não sei.Não consigo voltar pra mim e fico confuso não saindo daqui.Já não tenho porto seguro,eu não tenho mais no que me apoiar.

2 comentários:

Báah - Thoughtless disse...

Engraçado, ano passado eu aprendi a conviver melhor comigo. Quero dizer, aprendi a gostar mais da minha companhia, a sair sozinha e fazer o que desse na telha...
Sei lá, ultimamente tenho perdido o anseio de ter alguém que me completasse, porque cheguei a conclusão que isso é egoísta demais e querer completar alguém é altruísta demais. Cheguei a conclusão de que só quero amar alguém e receber o troco certo por isso. Mas aí, eu cito o problema da personalidade que você comentou no texto. Sim, eu até poderia ser uma pessoa menos complicada sem tanto esforço, mas isso seria fugir à minha essência.



Aham, comentário egocêntrico.

Mel. disse...

Acredite, essa pessoa que te completará só aparecerá quando você cessar de procurar, almejar. Quero dizer, tente direcionar sua mente a outras coisas, a si mesmo. Pois quanto mais você cuidar de si mesmo, mais será valorizado por outrem.

Bem, é isso, black. Fico feliz que tenha postado, e você não sabe a vontade que eu estou de fazer o mesmo...