segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Medo do esquecimento

Eu acho que a gente tá perdendo tempo com tanta coisa inútil.Eu acho que falta sentimento e emoção em tudo que a gente faz.Falta alegria e amor nos nossos caminhos.Falta compreensão e paz,de quem nos rodeia.Aí,sobra a solidão e uma angústia do tamanho da BR-101.Às vezes,a gente chora e quer que nos ouçam,em outras a gente grita e espera que todos se calem ,somente.Por vezes,quero subir num palco,transformar minha vida em peça e esperar que todos assistam e aplaudam,emocionados,no final.Sabe o que é isso?Carência.Isso é excessivo anseio por atenção por parte dos outros.Eu quero atenção,eu quero que os holofotes estejam em mim,mas não a ponto de me constranger,não quero ser celebridade ou coisa do tipo.Eu só quero ser importante para quem me conhece,conheceu ou ainda vai conhecer.Eu quero tirar da minha mente,essa impressão de que todo mundo vai esquecer de mim,dentro de um certo espaço de tempo.A de que eu vou servir,simplesmente,para ilustrar um passado muito distante de muitas pessoas.Vou ficar que nem aquele livro que fica no final da prateleira na última estante do porão,cheio de poeira e cheio de...esquecimento.

5 comentários:

Táxi Pluvioso disse...

Muse fazem o playback perfeito. Não sei se a locutora percebeu, que eles estavam trocados, e que entrevistava o baterista e não o vocalista.

Mel. disse...

No fundo,é que todos queremos.

Bárbara Reis disse...

No fundo,é o que todos queremos[2]

Acredite ,Black,lembramos de você constantemente lá no riachu.

M. A. disse...

Que cousa. Fiquei longe da net por séculos e pensa que esqueci de você, claro que não!
Que graça teria a minha vida se eu não relesse periodicamente esse livro velho do fim da estante?? ^^

Táxi Pluvioso disse...

Thom Yorke.