sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Sobre o que quero e não posso.

Amanhã vou ler o A Hora da Estrela até o final.Vou pensar sobre o que vi no livro e me sentir feliz por ter finalmente feito uma coisa que tinha vontade faz tempo.Depois,vou ler os contos e crônicas que eu achar da Clarice Lisperctor e,se eu tiver vontade,vou terminar de ler O Castelo,que seria meu terceiro romance do Kafka.Após ter feito isso,eu vou procurar por livros do Dostoiévski e procurar por coisas do Tolstoi,pois só li A Morte de Ivan Ilitch(que,por sinal,é ótimo).Vou voltar a pensar e enxergar as coisas da maneira que gosto e vou me sentir feliz mais uma vez.Vou voltar a escrever só sobre as coisas que quero escrever e da maneira que eu gosto de escrever,com bastante simplicidade e pausa.Vou voltar a ter calma e grande paz interna.Tudo vai ser da maneira como eu gosto que seja.Tudo à sua hora e em seu devido tempo.Sem que os acontecimentos se atropelem sem parar.Eu vou parar de me agredir e me defender,significa defender as minhas vontades e anseios.Meu anseios vão ter equilíbrio e sensatez,à imagem e semelhança da minha personalidade.Eu vou ser o que eu gosto de ser.De novo.

3 comentários:

Báah - Thoughtless disse...

É bom estar em paz com si próprio....


Hum , do Tolstoi eu indicaria Ana Karenina ,é um bom livro e traz uma crítica bem consistente á sociedade da época.

Mel. disse...

Você pode ser o que quiser, rapaz.
Go on!

:)

Solferino disse...

"Amanhã irei", deixe pra pensar hoje "faço, hoje sou" Pensar no que será é bom,mas as veze é angustiante...

eu quero o passado de agora e o futuro de agora, e o presente agora.

bjs