domingo, 22 de novembro de 2009

Querendo acreditar.

Eu te fiz um texto ontem à noite.Tinha barquinho navegando no mar,som de ondas batendo e cheiro de chuva que se aproxima.Só que a chuva foi forte demais e,insensatamente,rasguei o texto,com medo de te ver naufragar.Eu fiquei com tanto medo de te perder,que fingi que te dava a mão e você deitava no meu peito,relaxada e tranquila.Foi uma das noites mais difíceis dos últimos 10 dias,minha recuperação se dá lentamente.Só vai ter recuperação plena quando você voltar.Quando é que você vai passar aqui mesmo?Porque eu queria que você comesse o bolo que minha mãe fez,eu sei que você adora o bolo de côco dela.E,mais do que isso,queria sentir seu cheiro,suas mãos suaves,macias,como pétalas tão delicadas,tão delicadas.Tocar o seu rosto e ver nos seus olhos o brilho que se tem somente na juventude,que me foi roubada,em parte,quando você se foi.

Um comentário:

Kah disse...

Que lindoo! Triste, mas lindo.